Rádio Aparecida: 70 anos evangelizando o Brasil

Uma das mais importantes emissoras católicas do Brasil, a Rádio Aparecida completa 70 anos de fundação no dia 8 de setembro, data da Festa da Natividade de Nossa Senhora. Coordenada pelos Missionários Redentoristas desde 1951, a Rádio Aparecida mantém há décadas uma sólida parceria com a Rádio Vaticano, em língua portuguesa, com a divulgação de seus boletins diários trazendo notícias e mensagens do Papa, além da transmissão de outros programas da Rádio Vaticano.

“A Rádio Aparecida e a Rádio Vaticano já têm uma colaboração recíproca de décadas, mais ou menos desde os anos 1970 que a nossa emissora está integrada com a evangelização da Igreja nesta parceria com a Rádio Vaticano. Eu me lembro que aqui na Rádio Aparecida nós tínhamos grandes antenas para poder captar a programação da Rádio Vaticano e depois propagá-la para todo o nosso Brasil”, recorda o diretor, padre Inácio Medeiros, Missionário Redentorista, no vídeo em que homenageia a Rádio Vaticano por seus 90 anos comemorados em 2021.

Atualmente, com outros recursos de comunicação interligados ao satélite, à TV e Internet, os boletins da Rádio Vaticano são veiculados pela Rádio Aparecida durante o jornal “Notícias em 30”, de segunda a sábado, às 7h, e no programa diário “Com a Mãe Aparecida”, às 20h (horários de Brasília).

Logo após sua fundação, a emissora de Nossa Senhora foi ganhando projeção nacional por estar totalmente em sintonia com o Santuário Nacional de Aparecida tornando-se referência no âmbito da comunicação católica.

E para comemorar os 70 anos da emissora, a direção desenvolveu com sua equipe um projeto que tem por objetivos: reviver a trajetória de comunicação com gratidão, viver com alegria as mudanças trazidas pelo tempo presente e projetar o futuro com esperança e determinação. Um dos desafios está sendo o de consolidar, cada vez mais, a marca “Rádio Aparecida 104,3 FM” entre os ouvintes e anunciantes, uma vez que houve em 2018 o desligamento da AM e o início das operações em FM, atendendo às discussões entre o governo federal e as entidades de radiodifusão no Brasil para a migração das faixas das emissoras no país.

Padre Inácio também aponta no horizonte uma tendência do rádio hoje, na qual a Rádio Aparecida já está sendo inserida com a finalidade de alcançar sempre novos públicos: o rádio com imagem. A emissora realiza transmissões de programas, ao vivo, por meio de seus canais (Youtube e Facebook), bem como, em parceria com o Portal A12, destaca uma área para Podcasts no site: a12.com/radio oferecendo, por meio dessa plataforma de áudio, conteúdos específicos ou adaptações de produções radiofônicas.

“Tínhamos uma projeção pessimista que dizia do fim do rádio. Isso não é real, não é verdadeiro. Ao contrário, o rádio, como um veículo versátil, tem a grande capacidade de se realocar no cenário da comunicação mantendo seus ouvintes e alcançando internautas. Tanto assim que agora no tempo da pandemia da Covid-19 sua audiência média cresceu em 20%”, reflete padre Inácio.

No auge da trajetória da Rádio Aparecida, a direção ainda comemora a existência da Rede Aparecida de Rádio (RAR). A iniciativa, lançada em 2018, contempla a união de emissoras de rádio de vários pontos do Brasil que transmitem em sua programação, conteúdos exclusivos e produzidos pela Rádio Aparecida a partir dos quatro pilares: Formação, Informação, Evangelização e Boa Música. A missão da RAR é ampliar a presença de “Aparecida” no cotidiano do povo brasileiro.

Fonte: Vatican News

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print
X