Imprimir

VICENTINOS (vocacional)

1VICENTINO é o carisma inspirado pelo Espírito Santo em São Vicente de Paulo, como seguimento de Jesus Cristo evangelizador e servidor dos pobres (cf. Lc 4,18).

O SAVV (Serviço de Animação Vocacional Vicentino) é uma atividade permanente e fundamental na Congregação da Missão Província do Sul (CMPS), em vista da iniciação da pessoa humana na caridade e missão vicentina (Contato por e-mail: vocacional@onda.com.br).

2São Vicente de Paulo (1581-1660, França)
Um testemunho atual e vivo de discípulo missionário de Cristo…

“Voltemos nossa mente e nosso coração para São Vicente de Paulo, homem de ação e de oração, de organização e de imaginação, de comando e de humildade, homem de ontem e de hoje. Que aquele camponês das Landes, convertido pela graça de Deus em gênio da caridade, nos ajude a todos a por mais uma vez as mãos no arado – sem olhar para trás – para o único trabalho que importa, o anúncio da Boa Nova aos Pobres” (João Paulo II, 1986).

Dia 27 de setembro, festa de São Vicente de Paulo! Toda a Igreja e, em especial, a Família Vicentina são desafiadas a celebrar, aprofundar, viver e divulgar a riqueza e a atualidade do testemunho de vida e da espiritualidade de São Vicente de Paulo. (ver vídeos ao final do texto).

Conhecido como “Pai dos Pobres”, “Gigante da Caridade”, “Arauto da ternura e da misericórdia”, São Vicente teve uma vida plena e fecunda de obras em benefício, sobretudo, dos pobres. De espírito dinâmico e empreendedor, tomou iniciativas, iniciou e liderou a execução de várias obras; foi um organizador das boas vontades, um formador de seus auxiliares, um formador de multiplicadores; não fez tudo sozinho, soube suscitar colaboradores, ganhou adesões entusiastas e despertou a criatividade dos que o apoiavam; e ainda, foi um colaborador leal em obras iniciadas por outros, sem pensar que só ele sabia fazer bem as coisas ou que só iriam dar bons resultados se fossem feitas por ele, do jeito dele. (cf. Pe. Eli Chaves dos Santos, CM).

A Congregação da Missão foi fundada no dia 17 de abril de 1625, por São Vicente de Paulo. Seus membros são conhecidos como padres e irmãos vicentinos ou lazaristas (porque a primeira casa da Congregação, em Paris, se chamava “Casa de São Lázaro”). Segundo as Constituições da Congregação da Missão, seu fim é:

A Congregação da Missão é uma sociedade de vida apostólica. Conta atualmente com quase 4000 membros, presentes em diversos países e atuando em missões, seminários, paróquias, colégios e obras diversas de serviço aos pobres.

3A Congregação da Missão nasceu da experiência de São Vicente, que, na descoberta de Cristo presente nos pobres, se consagrou inteiramente ao serviço dos empobrecidos. Por isso, a Congregação procura orientar sua vida e trabalho dentro de algumas características bem específicas e próprias:

a) O espírito da Congregação é a participação no espírito de Cristo Evangelizador dos pobres. Portanto, seu espírito contém aquelas íntimas disposições de Cristo que São Vicente desde o início recomendava aos seus missionários: amor e caridade para com o Pai; caridade efetiva e compassiva para com os pobres; docilidade para com a Divina Providência.
b) Buscando se revestir do espírito de Cristo Evangelizador dos Pobres, a Congregação procura exprimir seu espírito por meio de cinco virtudes: Simplicidade, Humildade, Mortificação, Mansidão e Zelo.
c) A Congregação se compõe de padres e leigos consagrados (irmãos), que vivem e trabalham em comunidade e fazem os votos de Estabilidade, Pobreza, Castidade e Obediência.
d) Tendo “Cristo como regra da Missão” e sempre aberta aos mais urgentes apelos da Igreja, a Congregação, em seus trabalhos, quer ter sempre em vista:
• Uma clara e expressa preferência pelo apostolado entre os pobres; eles sãos “os nossos mestres e senhores”;
• Uma atenção especial para a realidade da sociedade humana, sobretudo para as causas da pobreza e da desigualdade social, a fim de atender às exigências da justiça social e da caridade evangélica;
• Alguma participação na condição de vida dos pobres, para que se possa aprofundar a solidariedade com eles;
• Verdadeiro sentido comunitário entre seus membros nos trabalhos apostólicos, de modo a se ajudarem e se fortalecerem na vocação comum;
• Disponibilidade para ir ao mundo inteiro para anunciar o Evangelho;
• Busca contínua de conversão, de modo a crescer na sintonia e compromisso com o Evangelho e com os apelos missionários.
e) A Congregação busca desenvolver seu trabalho sempre em conformidade com as orientações da Igreja. Dentro do espírito e exemplo de São Vicente, se propõe a dar uma atenção especial às Missões Populares, às Missões Ad Gentes, ao trabalho de Formação de Padres e Leigos, à colaboração com as Filhas da Caridade e Movimentos de inspiração vicentina e a Obras de atendimento aos mais pobres.

Caro jovem: se você deseja conhecer a vocação vicentina, acesse a página www.cmps.com.br.

ORAÇÃO VOCACIONAL VICENTINA
“Senhor, mandai bons operários à vossa igreja, mandai missionários e missionárias, como convêm que sejam, para que trabalhem de modo eficaz na vossa vinha; pessoas, meu Deus, desapegadas de si mesmas, das suas comodidades e dos bens terrenos. Não importa se em pequeno número, contanto que sejam bons. Senhor, concedei esta graça à vossa Igreja”. São Vicente de Paulo – Rogai por nós. (cf. Coste, XI, 357).